Conhecendo os arranjos da Filarmônica de Violas

A Orquestra Filarmônica de Violas sempre se destacou dentro do segmento de orquestra de viola principalmente por sua proposta de criação dos arranjos. Desde o início, o grupo optou por uma linguagem musical na qual utiliza uma estrutura equivalente aos naipes orquestrais. Isso permite à Filarmônica atuar semelhante à uma orquestra sinfônica convencional, porém com todos os naipes formados apenas por violas caipiras.
No vídeo, o diretor e violeiro João Paulo Amaral exemplifica essa técnica musical desenvolvida e aprimorada ao longo dos anos pela Filarmônica de Violas mostrado através de quatro arranjos criados para o terceiro disco do grupo.
Músicas:
“Brejeiro” (Ernesto Nazareth)
Arranjo: João Paulo Amaral
“Lamento Sertanejo (Dominguinhos e Gilberto Gil)
Arranjo: Almir Côrtes
“Viola Chic Chic” (Tião Carreiro / Lourival dos Santos / Zelão)
Arranjo: Anderson Baptista
“Bachianas Brasileiras nº 5 – Ária (H. Villa-Lobos)
Orquestração: Vinícius Muniz

Apresentação: João Paulo Amaral.
Gravado no estúdio Sincopa Sound Especialist (Campinas/SP) em março de 2016.
Captação e edição de imagens: Cliparia.

Comments 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *